HEMOAM Hospital

O HEMOAM Hospital vai aumentar em até seis vezes a capacidade atual de assistência hematológica e oncohematológica do Amazonas, saiba mais.

Horário

Hemoam: Segunda a sábado, das 7h às 18h.
Maternidade Ana Braga: Temporariamente fechado.

Agende sua Doação

O AGENDAMENTO PELO SITE ESTÁ TEMPORARIAMENTE SUSPENSO. PARA AGENDAR SUA DOAÇÃO LIGUE PARA:
3655 0166 OU 984319920 (WHATSAPP)

Hemoam > Notícias

Hemoam celebra Dia Mundial do Doador de Sangue


Os doadores que compareceram ao hemocentro foram recebidos com festa, brindes e bolo de aniversário.


PUBLICADO DIA: 15/06/2021 11:01:22 Última atualização: 24/09/2021 02:58:15 Legenda:
Créditos:

O Dia Mundial do Doador de Sangue foi comemorado durante toda esta segunda-feira (14/06), pela Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). Os doadores que compareceram ao hemocentro foram recebidos com festa, brindes e bolo de aniversário, para simbolizar a data mais importante do calendário de eventos do hemocentro amazonense.

 

Pelo menos 300 pessoas prestigiaram o Dia Mundial do Doador. O industriário Paulo Araújo, 44, escolheu a data para fazer a primeira doação de sangue da vida dele. Ele disse que foi motivado pelo sentimento de altruísmo, que despertou depois da internação em virtude de complicações da covid-19, em junho do ano passado. “Eu pensei que ia morrer e acredito que recebi uma nova chance. E agora quero ajudar o próximo da forma como é possível fazer”, declarou após concluir a doação de sangue.

 

O autônomo Luiz Henrique Sales, 36, já é doador há mais de 10 anos e já soma 33 doações. “Sempre que eu posso, eu venho aqui regularmente, porque eu sei que sempre tem gente precisando de sangue e só tem uma forma de o Hemoam conseguir salvar vidas, que é através desse gesto (a doação de sangue)”, disse.

 

De acordo com a gerente de captação de doadores do Hemoam, Flávia Rezende, o dia do doador deste ano está um pouco diferente. “Normalmente as campanhas do dia 14 de junho são focadas em chamar os doadores para regularizar o estoque de sangue, que costuma ficar baixo nessa época do ano. Hoje estamos aqui agradecendo e celebrando a importância de todos eles”, disse Flávia, ao acrescentar que apesar de o Hemoam ter passado por momentos de escassez no estoque durante as fases críticas da pandemia, as pessoas estão mais solidárias.

 

Um levantamento do Hemoam revela que em 2021 a média/mês de comparecimento já é maior do que a do ano passado. Atualmente são 5 mil doadores contra 4,5 mil/mês em 2020. Desde o início da pandemia houve um crescimento expressivo de novos doadores. Desde 2020 já são 29 mil pessoas que doaram sangue pela primeira vez.

 

“Acreditamos que as pessoas ficaram mais sensíveis para as causas humanitárias e a doação de sangue é uma dessas causas”, destacou Flávia.

 

Programação - Ao longo do mês de junho o hemocentro fechou parceria com diversas entidades públicas e privadas na campanha denominada “Junho Vermelho – Mês de Conscientização sobre a doação de sangue”. A programação inclui caravanas de doações, brindes e homenagens. As parcerias envolvem ainda as igrejas e a sociedade civil organizada.

 

Sobre o Junho Vermelho – Criada em junho de 2015 e estendida pelo Ministério da Saúde (MS) para todo o país, a campanha Junho Vermelho tem como objetivo incentivar o espírito de solidariedade quanto à doação de sangue; e conscientizar a população de tal ato de amor ao próximo é fundamental para salvar vidas.

 

Como doar sangue – Para ser doador, é preciso ter entre 16 e 60 anos, pesar mais de 50 quilos e estar com boa saúde. Menores de 18 anos só podem doar com a presença dos pais ou responsável legal. É preciso estar bem alimentado e portar documento de identidade com foto.

 

As doações podem ser realizadas de segunda a sábado, das 7h às 18h, na sede do Hemoam, na avenida Constantino Nery, 4.397, Chapada, região centro-sul da capital. A unidade de coleta da Maternidade Ana Braga está temporariamente fechada por razões da pandemia.

 






Paginação