Hospital do Sangue

Ajude a Salvar Vidas com a conclusão das obras do Hospital do Sangue do Amazonas. Faça sua doação. Clique aqui.

Horário

Hemoam: Segunda a sábado, das 7h às 18h.
Maternidade Ana Braga: Segunda a sexta, das 8 às 12h30.

Agende sua Doação

Após sua segunda doação, você já pode fazer o seu agendamento. Clique aqui

Hemoam > Notícias

O câncer líquido (as leucemias)


Aqui esclareceremos as principais dúvidas sobre as leucemias


PUBLICADO DIA: 06/02/2019 17:53:55 Última atualização: 07/12/2019 08:43:16 Legenda:
Créditos:

O câncer líquido (as leucemias)

O Hemoam é uma fundação hospitalar referencia no tratamento de doenças hematológicas e oncohematológicas. Além das leucemias que são chamadas de câncer líquido, o Hemoam também trata dos linfomas que são canceres sólidos que acometem os gânglios, portanto a experiência da instituição em tratamento de câncer aborda todos os canceres da linhagem Hematológica.

A seguir, esclareceremos algumas dúvidas frequentes respondidas pelo médico hematologista e diretor clínico do Hemoam, dr Nelson Fraiji.

DÚVIDAS FREQUENTES

O que é a Leucemia?

A Leucemia é um tipo de doença maligna, é um câncer que se desenvolve a partir da mudança de comportamento de uma célula do sangue que existe na fabrica do sangue, “a fábrica” do sangue do ser humano e dos animais vertebrados ocupa a medula do osso, o tutano do osso. Todos os ossos têm um espaço no seu interior e ali que é fabricado o sangue dos vertebrados. Uma das células que é que gera todas as células finais que existem no sangue humano, chamamos de célula mãe, célula tronco, ela sofre uma mudança uma mutação por varias razões, não importa qual agora, mas essa mudança faz com que essa célula passe a se dividir sem produzir as células normais do sangue, ela permanece se dividindo, reproduzindo-se a si mesmo e ocupando o espaço da fabrica do sangue, e essa ocupação gera a não produção das células normais, e ai começa a acontecer as manifestações clinicas das leucemias. Portanto  a Leucemia é um câncer no sangue a partir da mutação da célula tronco, o que faz a mutação na célula tronco são muitas coisas viroses, agentes químicos como, por exemplo, solventes, essas substancias que usam na agricultura que são chamadas de defensivos agrícolas e que são muito agressivos para a célula tronco, e agentes físicos como o raio-x e radiação de raios parecidos com o raio-x.

A Leucemia é adquirida somente por fatores externos, ou ela também é uma questão genética herdada de algum parente?

A Leucemia não é considerada uma doença hereditária em geral há algum evento na vida da gente, não é possível hoje com o conhecimento e desenvolvimento cientifico identificar qual foi a razão que levou a esta mudança no comportamento dessas células, mas é uma doença adquirida por uma mutação que ocorre, pode ocorrer ate durante a formação da criança no útero, porque existem leucemias de lactantes e existe leucemia aguda em qualquer etapa da vida do ser humano.

Quais são os pricipais tipos de Leucemia?

Dependendo da célula que sofre essa mutação na fabrica do sangue nos vamos ter dois grupos de leucemias, as leucemias mieloide aguda e as leucemias linfoides agudas. São relacionadas às células primitivas que produzem determinadas células  do sangue, antes de elas produzirem ela sofre a mutação e começa a se multipliocar reproduzindo-se a si mesma e ocupando toda a fabrica do sangue, portanto, nós podemos ter uma leucemia linfoide ou uma leucemia mieloide aguda.

Quais os sintomas que indicam a hora de procurar um especialista?

É fundamental  nos fazermos  o diagnóstico precocemente de uma leucemia aguda para oferecer oportunidade de tratamento que cura.

As leucemias na infância, elas podem começar com sintomas de dores pelos ossos, além disto, pode apresentar anemia, infecção de garganta em geral, uma infecção no pulmão e pode ter manifestações hemorrágicas, que são aqules pequenos pontinhos de sangue, como se fosse um carapanã, nos pés, pernas, tornozelos e no céu da boca. Às vezes, esse sangramento ocorre no nariz ou na gengiva, portanto, são esses os grupos de sintomas que a gente tem que prestar atenção. Na criança, dores ósseas que ás vezes confunde-se o diagnostico de leucemia com febre reumática e o pediatra acaba tratando como febre reumática. Portanto, qualquer dessas manifestações tem que levar a criança ao médico.

No adulto é um pouco diferente, não há em geral dores ósseas, as manifestações são em geral infecção e anemia e  as manifestações hemorrágicas do mesmo porte que ocorre na criança, isto é, pequenos pontos hemorrágicos nos membros inferiores, no céu da boca, equimoses aquelas roxas que aparecem nos braços, nas pernas e no tronco e gengivorragias, que são hemorragia na gengiva e no nariz, infecção em geral da orofaringe na gargante do pulmão ou infecção urinaria.

Para chegar ao diagnostico de leucemia é complicado, quais são os passos?

O diagnostico teoricamente é fácil, quando uma criança ou um adulto com esse quadro citado faz um hemograma ou um exame corriqueiro na prática médica, lá estará essa célula leucêmica, que normalmente nunca está no sangue periférico, nunca esta no hemograma e com a leucemia aguda ela está presente.

É necessário que o técnico, o farmacêutico-bioquímico que olha o hemograma saiba reconhecer essa célula. Lamentavelmente, muitos profissionais que atuam nos laboratórios não conseguem identificar essa célula como leucêmica, o que atrasa o diagnostico, portanto, é fundamental que haja uma boa formação desses técnicos que atuam em laboratório para identificar essa célula.

OBS: É importante que, ao sentir esses sintomas, a pessoa procure o serviço de saúde.

Uma vez diagnosticada a leucemia qual o próximo passo?

Qualquer caso de leucemia diagnosticado no estado do amazonas deve ser encaminhado imediatamente para o Hemoam, chegando na Fundação nós vamos e realizar exames especiais e concluir o diagnóstico. O primeiro deles é abordar a fábrica de  sangue, retirar uma amostra de sangue da fabrica para confirmar que essa fabrica está repleta das células leucêmicas e ai a gente classifica isso de alguns subtipos de leucemia e a partir dessa classificação do subtipo nós iniciamos o tratamento de 24h a 48h após a chegada no Hemoam.

Quimioterapia é um dos tratamentos?

Toda Leucemia  aguda começa a tratar com quimioterapia e existem protocolos que estão estabelecidos já mundialmente e que são adotados aqui no Hemoam. O tratamento  inicial é sempre com quimioterapia porque este é o primeiro tratamento em qualquer lugar do mundo, é destruir o maior numero de célula leucêmicas possível.

Conseguiu a indução de remição das células leucêmicas após uns dois meses de tratamento severo nós passamos para a manutenção da remição que pode durar ate dois anos. O transplante de medula ele é secundário, ele é uma alternativa secundaria a indução de tratamento por quimioterapia.

Em que caso é indicado o transplante de medula no paciente?

Bem, começa o tratamento em todos com os protocolos de quimioterapia, paciente com maior risco de não curar a doença nos avaliamos e indicamos o transplante depois que o paciente conseguiu controlar a doença com quimioterapia, controlou a doença haverá chance de transplante. Portanto o transplante só se consegue depois que se consegue o controle da doença nesse período de um a dois meses. Não é todo mundo que vai ser indicado ao transplante, há uma serie de requisitos para nos realizarmos os transplantes.

Por exemplo, a idade, a faixa etária para realização de transplante é abaixo de 60 anos e o paciente candidato ao transplante tem que ter um doador compatível, existem transplantes do próprio doador ele não é a melhor escolha para o tratamento da leucemia aguda, então tem que ser um transplante onde haja um doador preferencialmente parente e que tenha compatibilidade, não havendo parente compatível é possível buscar doadores do banco e medula. O brasil tem quatro milhões de doadores cadastrados. Quando nãohá doador no banco nacional, buscamos doadores em bancos mundiais. Se houver algum doador nesse grupo de banco compatível com esse paciente que precisa do transplante, o transplante vai ocorrer porque o Brasil tem acordos internacionais que permitem o transplante nessa situação.

O transplante é uma garantia de cura, quais são os riscos desse procedimento?

Os protocolos de tratamento, todos, seja quimioterapia isoladamente ate o final do tratamento, seja quimioterapia  e transplante de medula eles tem um percentual de sucesso e um percentual de insucesso. Então vamos pegar a Leucemia da criança, a mais comum é a leucemia linfocitica aguda. 85% das crianças com este tipo de leucemia são curadas apenas com a quimioterapia. Esses 85% é o máximo que se obtém num indivíduo com as melhores condições de saúde prévia a leucemia.

No adulto, essa taxa de sucesso é em torno de 50% com a quimioterapia. O percentual de cura aumenta para 70% a 80% com o transplante associado a quimioterapia.

Como funciona o transplante?

A medula é uma fábrica de sangue, existem na medula várias máquinas produzindo hemácias, plaquetas e leucócitos. Com a leucemia, é como se viesse outra máquina que só produz célula leucêmica, e aos poucos, aquelas máquinas vão substituindo as outras e ocupam toda medula.

No tratamento a gente destrói a produção das células leucêmicas e abre espaço para a produção de células normais, e ai vem o transplante, porque nós controlamos a doença, portanto é possível realizar o transplante.

Como o Amazonas está dentro do cenário de transplante?

Nós temos todas as condições de conhecimento, medicamento, tratamento das complicações e diagnóstico para tratar  das leucemias qualquer delas, isso não é pouco, isto é muito porque  para fazer o diagnostico do subtipo de leucemia, para fazer o diagnostico das complicações é preciso um aparato laboratorial muito sofisticado que poucos na região norte têm, tanto que, quando nós recebemos um paciente que apresenta no hemograma aquela célula leucêmica, em 48h, nós temos o diagnóstico da doença e do seu subtipo. Poucos lugares no brasil fazem isso.

Uma outra questão é que nós treinamos as pessoas no interior do estado e quando eles identificam no hemograma uma célula anormal, fotografam essa célula e enviam para o Hemoam. Aqui nós avaliamos essa célula, se for uma célula leucêmica o Hemoam busca esse paciente. Até pouco tempo atrás poucos pacientes do interior eram atendidos no Hemoam, então aumentamos a oportunidade de pelo menos fazer o diagnostico e tratar as crianças e adultos do interior.

O que nos falta é uma condição hospitalar, nós realizamos o tratamento hoje numa enfermaria, isto é inadequado para quem trata pacientes com câncer é preciso ter um hospital geral com UTI, RAIO-x, centro cirúrgico, outras especialidades além de hematologistas, e isso nós estamos construindo.

O Hospital do Sangue retomou as obras em dezembro de 2018. A previsão é que em mais um ano a um ano e meio essa obra esteja pronta. O Hemoam já está adquirindo os mobiliários, portanto dentro desse período nós teremos as condições de infraestrutura para realizar transplante. A realização de transplante poderá começar com o autólogo, aquele que é feito do próprio individuo uma espécie menos sofisticada de transplante, logo em seguida poderemos fazer o halogênico que é o transplante mais indicado para tratar as leucemias agudas, portanto dentro de um ano e meio nos atualizaremos as condições de infraestrutura do Hemoam para estar oferecendo toda a modalidade de tratamento que esta disponível para a leucemia aguda aqui no Amazonas.

 

Foto: https://razoesparaacreditar.com/ 

 

 






Paginação